Notícias

  • 16/09/2021

Pix: Procon-SP pede ao BC redução no limite de transações de R$ 500 por mês



Pix: Procon-SP pede ao BC redução no limite de transações de R$ 500 por mês

Somente neste ano, o Procon-SP registrou 2.500 reclamações relacionadas ao Pix. Desse montante, cerca de mil foram reportadas ao órgão entre os meses de julho e agosto. Para tentar combater os golpes, o Procon se reuniu com o Banco Central para pedir um novo limite no valor das transações.

O órgão de defesa do consumidor pediu que os valores das movimentações sejam limitados a R$ 500 por mês até que haja mecanismos de segurança suficientes.

Outro pedido do Procon-SP foi para que as contas novas tenham pelo menos 30 dias para pedir reembolso caso sejam vítimas de um golpe ou se mandaram dinheiro para uma conta errada.

BC limita transações a R$ 1 mil

Em agosto, o Banco Central anunciou novas medidas de segurança para evitar golpes e fraudes com o Pix, limitando o valor total transacionado a R$ 1 mil no período noturno, entre 20h e 6h para pessoas físicas e Microempreendedores Individuais (MEIs). 

A medida vale para transferências entre contas do mesmo banco, cartões de débito e liquidação de TEDs.

De acordo com o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, o limite não deve prejudicar os usuários porque nesse horário a grande maioria das transações é de valor bem menor ao limite estabelecido.

Se o cliente desejar um limite maior, ele poderá fazer esse pedido de alteração. Além disso, os bancos e outras instituições financeiras agora terão prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para efetivar um pedido do usuário para aumento do limite de transações por Pix, boleto, TEDs e DOCs e cartão de débito.

A ideia é impedir a possibilidade do aumento imediato e diminuir as situações de risco. 

Fonte: Portal www.contabeis.com.br



Notícias Contabeis

Fique informado com nossas notícias